20 de fevereiro de 2015

Signo Peixes







Desde ontem que estamos sob as energias do simpático signo de Peixes. É o último signo do Zodíaco e marca o fim do Inverno, no hemisfério Norte, pelo que já deixou para trás a austeridade de Capricórnio e a fixidez de Aquário. Agora é época do degelo e de maior humidade do Ar e da Terra. Já não existe o rigor do Inverno, mas ainda não é Primavera. É uma fase de mudança mas ainda instável. E assim é o nosso amigo Peixito, nadando um pouco ao sabor das marés e esperando pacientemente por épocas melhores.

De elevada sensibilidade, agem muito por intuição e são considerados os esotéricos do Zodíaco.  A sua forte empatia pelos outros tem um senão, por serem tão sensitivos acabam por captar todas as vibrações incluindo as menos boas que se encontram no ambiente à sua volta. Há quem os julgue os coitadinhos e que deprimem por tudo e por nada, mas não é bem assim. Também sabem ser optimistas e bons convivas. E não fosse este signo regido pelo magnânimo Júpiter! Adaptam-se facilmente às variadas situações e ambientes, embora a sua postura aparente ser passiva. A imaginação fértil tem tanto de positivo como negativo, porque bem dirigida pode levar a grandes feitos, mas mal encaminhada pode ser fonte de escapismos, recorrendo muitas vezes a substâncias pouco recomendadas. Quando não se sentem confortáveis, arranjam forma de se evadirem para um mundo só seu, um mundo de sonhos.

Se atribuísse um filme ou série a cada signo, a Peixes seria de certeza “Alice no país das maravilhas”!   

Palavras-chave: Imaginação, compaixão, intuição, dispersão, romantismo, idealismo.

Elemento: Água
Género: Feminino
Modo: Duplo ou Mutável
Regente: Júpiter (em astrologia tradicional, mas Neptuno para os astrólogos que seguem a linha moderna)


1 comentário:

  1. Por acaso costumo dar-me lindamente com as pessoas de peixes :)

    ResponderEliminar