10 de agosto de 2016

"Je suis Ilha da Madeira"




Em cada verão o fogo leva consigo parte das nossas florestas, mas no ano presente tem sido demais. De norte a sul os focos de incêndio sucedem-se, espalham-se, atemorizam. No entanto, há uma situação que me deixa particularmente triste. O que estão a fazer à nossa bonita ilha da Madeira?! Quem, em seu pleno juízo, intenta desta forma contra a natureza sabendo que esta tem imensa força e logo a situação pode ficar descontrolada?! É por demais evidente que com tantos focos ateados aqui e ali, e com início em terreno descampado, ou em casas inabitadas, só pode ter mão humana. Depois, o próprio fogo, que é mais leve que o vento, encarrega-se de fazer o resto e de espalhar o caos. 

Hoje, “Je suis Ilha da Madeira”. Penso que todos o somos, hoje, ontem e enquanto durar esta calamidade o nosso pensamento está com as gentes daquela terra. 

Diz-se que quem “brinca com o Fogo queima-se”. Não desejo isso a ninguém e nem sequer a quem deliberadamente incendeia o alheio, seja privado ou público, mas que seja punido de forma exemplar!

Segundo informação dos meios de comunicação, o incêndio teve início às 15h30 de Segunda-feira, pelo que abri um mapa astrológico com essa hora e com as coordenadas do Funchal. O signo que estava no ascendente no momento, Escorpião, era o mesmo da casa XII (as forças ocultas, o inimigo). O planeta regente, Marte, encontrava-se na casa I (a situação), que para além de ser um planeta de fogo (incendiário), esteve grande parte do tempo lá, no terreno e visível. (dizem que há um suspeito). Com a casa V do mapa a entrar também ao barulho, acredito que lhe deve ter dado algum prazer… Para o incendiário, poderá até ter sido uma manobra de diversão, no entanto, a presença do planeta Saturno leva-me a crer que não o fez sozinho. Ou pelo menos teve um apoio de retaguarda… Curiosamente, a Parte da Fortuna (que só o próprio nome já leva a pensar em dinheiro, ou ganhos de alguma espécie), está na casa da qual Saturno é regente…. (que alguém iria lucrar com a desgraça alheia, não me espanta nada…)

Isto é apenas a minha visão astrológica da situação e vale o que vale…


Em alguns destes locais (ou próximo), o fogo passou por aqui, mas é a vida que prefiro lembrar e dar-vos a conhecer (ou rever) e que desejo de coração, volte à normalidade e recupere rápido!

Sem comentários:

Enviar um comentário