3 de abril de 2015

Sexta-feira Santa!

A tradição já não é o que era! (isto faz-me lembrar um anuncio de tv… ) Em tempos, eram chamados de meios dias santos, a tarde de Quinta a partir do meio dia até Sexta à mesma hora e assim sendo o feriado não era um, mas sim duas metades de dia. Claro que isto não dava jeito nenhum e alguém se lembrou de concentrar tudo num dia só, na Sexta-feira e assim fica-se com um fim-de-semana prolongado. É que uma tarde de trabalho ali pelo meio não caía nada bem!

Nas aldeias, isto para os mais religiosos, nesses meios-dias não se fazia nada. Não se mexia na terra, não se caiava (há umas décadas atrás nem todos tinham posses para comprar tinta e a cal era a mais vulgar e divulgada forma de tornar as paredes bem alvas). Na Quinta de manhã as mulheres cortavam a erva para alimentar os animais, faziam a comida (sem carne) e de tarde limitavam-se a ficar sentadas para não mexerem uma palha e assim não ofenderem os costumes cristãos.

Diziam os mais velhos que um dia, pelos meios-dias santos, alguém ao caiar a parede da sua casa, esta começou a escorrer sangue…o sangue de Jesus! E todos os crentes e tementes que se prezassem, respeitavam isto e outros costumes. Religião ou crendices?!


(Memórias aqui da maga quando ainda gaiata e já muito curiosa pelos hábitos e costumes.)



Imagem daqui e daqui

1 comentário:

  1. Não conhecia os meios dias santos.
    Coisas de miúda da cidade com família da cidade. Sem "terra" onde ir na Páscoa"!
    http://vidademulheraos40.blogspot.pt/search/label/tempestade

    ResponderEliminar