15 de janeiro de 2014

O poder das cores




Já vem de longe o meu gosto por cores alegres, padrões garridos, mistura de cores, e em especial cores com cheirinho a primavera!
A minha casa não foge à regra e pouco a pouco, as paredes vão perdendo a alvura que tinham, para ganharem um pouco mais de colorido. Ainda antes de 2013 terminar, a sala viu chegada a sua vez e sendo um lugar-comum onde passamos grande parte do tempo, foi alvo de grande reflexão. Após algumas consultas a sites de decoração e muitas imagens vistas no Google, idealizei um espaço bem zen e descontraído, com cores quentes mas suaves a lembrarem os longínquos ambientes marroquinos ou indianos.
Isto tudo, para no final e já na loja das tintas a olhar para os catálogos, com a princesinha mais nova que por sinal tem gostos diferentes dos meus, mudar radicalmente de ideias. Eu ia pelo zen e ela por algo mais sofisticado… Ela gosta de castanhos e eu, pensei: - “E porque não?” O meu cérebro depressa imaginou um espaço a lembrar os anos 70 e um estilo mais vintage. Cá em casa até reinam algumas peças decorativas antigas e com uns laranjas à mistura ficaria um ambiente bem interessante!… E acabei a escolher um tom ainda mais escuro que o sugerido por ela.

Primeira demão de tinta e soou um alarme interno que preferi ignorar, dizendo para mim mesma que ainda era cedo para concluir o que quer que fosse…
Segunda demão…
Imaginem o impensável! Eu, a maga das cores que não receia fazer as misturas mais estranhas, ao dobrar da esquina das escadas não conseguia olhar para a parte já pintada à luz do aplique na parede, sem sentir uma náusea. Aquela cor de ferrugem estava a deixar-me maldisposta, mal-humorada, mal com o meu eu interno…
Com algum esforço e o dobro do tempo, lá consegui terminar e já a pensar no trabalho que teria a repintar tudo de branco novamente.
Com os dias e a secagem, ficou uma bonita cor de chocolate e eu, ainda com alguma resistência aquela mudança brutal, lá me fui habituando e hoje já não me incomoda descer as escadas sem acender todas as luzes!
Ainda faltam uns toques laranja por conta de umas molduras e quadros, mas tudo a seu tempo…

Resumindo…Gostos à parte, cada um é influenciado de forma diferente pelas mesmas cores, que têm um poder imenso sobre a mente e emocional de cada um!


4 comentários: