15 de julho de 2015

Lua Nova de Caranguejo







Quando falamos em fases da Lua, vem-nos à memória o que diziam os nossos antepassados sobre a influência desta nas marés, na agricultura, nos nascimentos e até para cortar o cabelo.

No presente, temos uma “quase” Lua Nova em Caranguejo, encontrando-se esta subjugada pelo poder do Sol, tendo perdido o seu próprio poder e brilho, e à medida que se for afastando do astro-rei, vai aumentando a sua luminosidade.

No entanto, uma Lua nova é sempre uma boa fase para iniciar seja o que for, porque esta simboliza o renascimento. Com a Lua nova, inicia-se um novo ciclo. Nesta fase as nossas energias são renovadas e há a sensação de uma maior vontade de seguir em frente.

Tratando-se do signo de Caranguejo (Câncer no Brasil), esta Lua Nova tem um sentido ainda mais intensificado de nascimento de algo. É um signo muito maternal e criativo. É um bom momento para “dar à luz” alguma ideia ou projecto que se traz na mente ou nos apontamentos.

A Lua faz a sua aproximação exacta ao Sol no grau 23, ou seja, durante a próxima noite. Às 02h25 em Portugal ou nos países com o mesmo fuso horário, umas 4 horas mais cedo no Brasil e nos outros, é conforme a sua disposição em relação ao Meridiano de Greenwich.

Tudo o que se pretende iniciar numa Lua Nova, deve ser feito depois e não antes da passagem da Lua pelo Sol. Deve esperar-se que a ela passe aquele grau exacto (com minutos), onde se encontra o seu par.

Nos próximos dias ouse dar largas à sua imaginação ou aos seus projectos, sejam eles do plano emocional, ou mais prático e palpável. No entanto, o ideal é que venham para a luz do dia, ou do conhecimento público, depois da Lua sair do controlo do seu consorte, ou seja, a partir do momento em que deixam de estar em conjunção. Traduzindo para uma linguagem que todos entendam: depois de amanhã!



                                                                                                                     Ilustração by Adrian Borba 

Sem comentários:

Enviar um comentário