2 de janeiro de 2015

Onze





Este foi o número presente na nossa mesa de réveillon e segundo a Numerologia é um número mestre, ou seja, não se decompõe para um único dígito. É o visionário em Numerologia!
Estando ele mesmo ali na minha frente virado para mim, enquanto ao longo da noite ia petiscando e saboreando as diversas iguarias colocadas sobre a mesa, decidi adoptá-lo como o meu número para 2015. Disse-me a intuição (e não fosse este o mestre nessas coisas!), que a sua presença na minha noite não foi um mero acaso.

Não fiz lista de desejos e abracei o novo ano tão somente com a gratidão no peito por tudo o que a vida me tem dado e pelas pessoas que tem colocado no meu caminho. Tudo o que vier para me melhorar enquanto pessoa, será bem-vindo. No entanto, mais inspiração artística, praticidade e sentido de oportunidade para a usar, agradece-se porque a minha tem andado só a meio gás. Intuição e sensibilidade eu tenho que baste, mas se o Onze me ajudar a manter as antenas sintonizadas e a fazer uso das minhas forças interiores, melhor ainda.

Veremos que revelações o ONZE tem para mim ao longo de 2015! ;)


2 comentários: