17 de maio de 2017

Em guerra aberta contra o açúcar!


Já não é de hoje esta minha antipatia pelo açúcar, mas é a primeira vez que lhe declaro guerra mesmo a sério. Foi perante um babá como o da foto, colherada a colherada, que instaurei um estado de sítio, por tempo indeterminado. Foi um momento tão intenso, que acabei por me esquecer de puxar da máquina fotográfica e fazer o registo do dito cujo, por isso aqui fica a foto de uns primos dele, que encontrei na net.

Não admira que atribuam as características do açúcar às pessoas carinhosas, aos beijos envolventes, em suma, a tudo o que seja amor. É que ele vem de mansinho, conquista-nos com a sua doçura e quando damos por nós estamos completamente envolvidos e derretidos por mais uma guloseima! Bem dizem os entendidos que o açúcar é viciante. E se é! Eu, uma “taurina” convicta, se não fosse gulosa estaria a contrariar a essência do meu signo.

Gosto de tudo o que é doce, comida, melodias, pessoas, e até as bebidas com álcool, as únicas que gosto, são aquelas bem docinhas.

Logo hoje em que tinha estado a ler uma entrevista de um médico português, Manuel Pinto Coelho, um homem que desafia o convencional, um visionário talvez, mas com ideias que nos fazem pensar, a minha filha apareceu aqui em casa com dois babás! Um para ela e outro para mim. Uma espécie de prémio contra todos os males do mundo. Um bolo pequeno, mas super doce. Saboroso na primeira metade e muiiiiiiiito enjoativo na restante, de tão doce que é. É o preferido das minhas filhas.

Diz o tal doutor que o problema da doença, da inflamação, é essencialmente do açúcar e que a indústria do referido produto sacode as culpas para cima das gorduras e do colesterol… Nada que eu não desconfiasse já! Pode ler-se a entrevista (aqui !), onde ele fala sobre alimentação entre outras coisas. Uma entrevista extensa mas que vale a pena ler.

Sempre que estou um tempo longe dos açúcares refinados e reduzo o consumo de pão branco, sinto-me mais leve, menos inchada e mais saudável, é um facto. 


                                                                        Créditos de Imagem: Fabrico Próprio

38 comentários:

  1. Gostei da filosofia envolvida no texto; "o açúcar vem de macinho". Ele é saboroso e atraente porque é de fácil digestão e altamente energético. O problema é que grandes quantidades de açúcar estão reunidas em punhado de alimento, como nós não gastamos energia pra obtê-lo, pelo menos não diretamente, engordamos. Problema que os nossos antepassados não tinham. Adoro a escrita portuguesa, parece-me tão correta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu gosto da "conversa" brasileira, tão melosa, tão cheia de açúcar... eheheh

      Samuel, bem-vindo ao cantinho da maga. Sinta-se à vontade para conhecer os cantos à casa! ;)

      Eliminar
  2. Maga que delícia eu gosto muito de doces, mas até um certo ponto pois muito açúcar acaba sendo muito enjoativo. O açúcar temos que comer moderadamente pois o açúcar pode fazer mal. Eu por em quanto não estou em guerra contra o açúcar mas vai chegar um dia que terei ter cuidado com ele, Maga bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu mesmo sendo gulosa,tb passo bem sem doces (desde que não mos metam debaixo do nariz :D ). Mas, cada vez mais chego à conclusão que o açúcar refinado não me faz falta nenhuma e que faz mais mal que bem, pelo que pretendo reduzi-lo ao mínimo possível!
      Bjs

      Eliminar
  3. Poxa vida sei que o açúcar faz um grande mal para nós, mas não vivo sem ele. Acho que neste caso a redução do consumo seria a melhor saída uma vez que é o mal não só do brasileiro, mas também do mundo inteiro. Cada dia que passa as pessoas ficam mais sedentárias e isso acaba refletindo em nossa saúde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto é como o velho ditado, "o caminho do meio é a melhor escolha"... Já sabemos que eliminar completamente é uma tarefa difícil e quase impossível, então, reduzir acaba por ser a melhor solução. O psicológico tb conta! :)

      Eliminar
  4. Eu tenho tendência a diabetes mas sou louca por açúcar não consigo larga para mim é um vicio esse seu texto me fez lembrar o quanto sou depende e como isso me faz mal, amei o envolvimento do seu texto belo trabalho esta incrível !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quase tudo hoje em dia leva açúcar na sua composição, só que muitas vezes está escondido, o vilão. E o primeiro passo é ter consciência disso mesmo e ir evitando algumas dessas coisas. Um passo de cada vez! ;)

      Eliminar
  5. Olá, tudo bem?

    Queria ter essa coragem e força de vontade para abandonar o açúcar e declarar guerra ao mesmo. Ainda não consegui fazer isto, mesmo sabendo de todo o mal que este alimento causa e sabendo como ele pode me afetar mas drasticamente no futuro, visto que tem alta tendência a desenvolver diabetes. Por enquanto vou tentando levar com a barriga (literalmente), mas uma hora irei me divorciar dele (assim espero!). Parabéns pela atitude!

    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós sabemos como os divórcios são difíceis! :D O melhor mesmo é ir fazendo um afastamento amigável. Umas vezes mantemo-lo à distância, noutras deixamos que se aproxime um pouco. Tem de ser assim, porque privarmo-nos de tudo tb não é bom para a nossa psique! ;)

      Eliminar
  6. Adorei o post, realmente açúcar em excesso faz mal. Aqui em casa usamos pouco, inclusive meu filho não é acostumado com açúcar, ele usa o mínimo possível. Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com crianças é mesmo a melhor atitude. Não os habituar mal e ir ensinando o que faz bem! ;)

      Eliminar
  7. Boa tarde, como vai?
    Gostei bastante so tema abordado, já que envolve saudade, por ter alimentação e o tal do açúcar realmente em excesso causa varias doenças o que nao queremos.pois isso parabéns pelo texto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! ;)
      Aconselho a ler a entrevista do Drº Manuel Pinto Coelho, lá ele aborda o tema saúde e alimentação de uma forma bem diferente daquilo a que estamos habituados. Faz-nos pensar pelas nossas próprias cabeças e questionar uma série de coisas...

      Eliminar
  8. Voce taurina se sente assim, imagine eu que nem a culpa estou podendo por no meu signo =( sou apaixonada por doces e nunca havia parado para pensar nesse lado de relacionar as coisas boas e carinhosas ao açúcar, não poderia combinar mais! Não conheço esse babá, mas já me dá vontade só de saber que é doce. Queria mesmo era ter disciplina para adentrar nessa guerra =\

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daiana, procurando bem no mapa, com toda a certeza lá encontrará também algum culpado para o seu caso! :D

      Eliminar
  9. Pra mim não é nada fácil ficar sem o açúcar, já tentei várias vezes mas ainda não consegui. Isso é péssimo pois não trás nenhum benefício a minha saúde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada fácil mesmo, eu mesma lá vou cometendo os meus deslizes. O ideal é que seja sem sentimentos de culpa... Não somos de ferro!! :D

      Eliminar
  10. Ciao, ciao!
    Eu gosto muito de doces, mas prefiro alimentos salgados, mas sem exageros. Eu acredito que um equilíbrio, seguindo aquele velho ditado de que tudo demais é veneno, ajuda na hora de escolher os alimentos.

    ResponderEliminar
  11. Eu tenho um sério problema de não conseguir viver sem doce,com certeza é uma das coisas mais difíceis de tirar da minha dieta,mas a gente tenta né :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro! Os grande êxitos obtiveram-se sobretudo pela tentativa, ou muitas tentativas. ;)

      Eliminar
  12. Ai Maga, estou nessa batalha para cortar o açúcar tem dois anos já mas sempre acabo desviando do foco porque né, como sou confeiteira é difícil não ficar beliscando um cupcake ou mexendo em algum merengue. Uma coisa é certa, cortei os refrigerantes tem 1 ano já e no começo sofri porque sentia muita falta. Peguei hábito de tomar chá, graças a Deus, agora nem sinto falta. O próximo passo são os doces, nossa saúde agradece inclusive. Amo quanto compartilha tuas experiências conosco, sempre que venho em teu blog acabo aprendendo algo diferente contigo. Mega beijão viu. ♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu bem digo à minha filha para não ir por aí... :D Quem faz da doçaria o trabalho do dia-a-dia e gosta de comer, a luta é ainda mais árdua! Refrigerantes tb já não fazem parte da minha ementa há algum tempo e sinto-me muito bem assim. Chá sem açúcar tb foi uma conquista e já é uma rotina. Água, muita. É por aí o caminho... ;)

      Eliminar
  13. Eu gosto de saber isso, mas eu já sabia como isso me fez repensar mais sobre o perigo de açúcar no meu corpo. Eu não sou muito de um coisa muito melado...Esse doce babá eu não consigo comer-por ser muito melado a única coisa que eu gosto é de açúcar no café e muito refrigerantes, que contém um monte de açúcar vou tentar reduzir obrigado por compartilhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu objectivo ao escrever este post, foi precisamente o de fazer pensar (ou repensar), nas escolhas do dia-a-dia no que toca a alimentação. O açúcar em especial. Quantas vezes se come e bebe quase automáticamente, sem pensar na qualidade daquilo que se ingere...Se faz bem ou mal, etc. :)

      Eliminar
  14. Olá. Concordo com você, a minha nutricionista deixa claro que não necessitamos ingerir açúcar pois, nos alimentos que consumimos já tem a quantidade essencial que o nosso organismo precisa.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo! Além de que, os açúcares a mais acabarão por se transformar em gordura e ficar acumulados no organismo. E aqueles que a fruta tem, são bem mais saudáveis! :)

      Eliminar
  15. Olá.
    Nunca tinha parado para pensar ou pensar sobre isto, mas vendo desta maneira faz sentido. Porém confesso que para mim é muito difícil se distanciar do açúcar, justamente porque eu não tenho determinação para isto. Mas entendo que faz um mal danado para a saúde e vou começar a diminuir as quantidades.

    beijos
    http://www.mundoinvertido.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fazes bem em começar a pensar nisso. As tentações do açúcar estão em todo o lado, mas temos que pensar na nossa saúde!

      Eliminar
  16. Açúcar sempre mal faz para a nossa saúde, mas a gente não vive sem, amamos doces, mas sabemos que faz muito mal e risco de aumentar o diabetes, mas sempre bom começar a diminuir !!!


    att Junior Moore

    http://estilomoore.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro! E não apenas diabetes. O açúcar aumenta os processos inflamatórios, por exemplo... É um vilão mesmo, com cara de santo! eheheh

      Eliminar
  17. Eu realmente não tenho problema com isso! Só como doces uma vez na vida é uma vez na morte, geralmente em aniversário de criança que tem bastante. Mas enjoou bem rápido então acho que estou no controle!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem me dera tb enjoar com essa facilidade! eheheh
      Eu tenho um bom auto-controle até, mas não enjoo, pelo que assim custa mais! :)

      Eliminar
  18. Olá, que delicia esse doce, sou suspeita em falar pois sou uma formiguinha,rsrsr, não estou em guerra com o açúcar ainda, porém preciso maneirar um pouco mais para não chegar a esse ponto,rsrs
    Beijos, blog encrespa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo o que é em excesso é prejudicial, mas até nem é o meu caso. Mas, hoje em dia, vejo que não basta um afastamento a 50%... Ando muito radical! eheheh

      Eliminar
  19. Você disse tudo, vem de mansinho e depois não vai mais embora para minha tristeza rsrs, como taurina que sou também entendo bem suas palavras, já fui mais viciada, hoje bem mais calma, mas preciso desapegar mais ainda, espero que você consiga o seu propósito. Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até que sou uma taurina moderada tb e nem vou à procura de coisas doces, pelo que consigo estar muito tempo longe do açúcar. O pior são as tentações quando os doces me vêm parar a casa sem pedir... :D

      Eliminar