13 de junho de 2016

Almofada com "vivo" improvisado...







Esta almofada ainda tem as memórias de uns dias passados em Coimbra e entre a visita à família, uma bela de uma massagem total, as paisagens vistas de um comboio inter-cidades, houve tempo para me perder no mundo dos tecidos. Trouxe comigo vários e este, enquanto esperava pela sua vez de ganhar forma, foi repousando na prateleira das 1001 coisas para fazer. Ontem finalmente ficou pronta e teve direito a um cantinho especial no meu quarto. 


Depois de alguma procura nas lojas da zona, cheguei à conclusão que não havia nada que me agradasse o suficiente para fazer o acabamento à volta da almofada e lhe dar um toque especial. E como criatividade é coisa que não falta aqui por estes lados, improvisei um "vivo" com um resto de tecido de cetim amarelo e trapilho que também já tinha, para fazer o enchimento.





Não usei moldes e simplesmente cortei o tecido em 3 partes. Uma quadrada para a frente e duas mais estreitas, mas que no fim de levar um fecho e juntar uma à outra, ficam com o tamanho do quadrado frontal. Esta abertura é muito útil para poder lavá-la sem ter que andar a coser e descoser para tirar o enchimento.



Para o enchimento, fiz uma segunda almofada com uma flanela que havia na minha reserva de tecidos e já com uns bons anitos...Enchi com esponja (ou espuma) em flocos (mas podia ser outra coisa qualquer ao gosto de cada um) e para finalizar cosi a abertura na máquina, uma vez que precisa de muito menos lavagens que o exterior.




Digam lá se não ficou bem catita?!

2 comentários:

  1. Ficou linda Maga =)
    Eu ganhei uma máquina de costura da minha mãe há um tempo, e estou louca pra poder aprender. Só preciso de tempo pra me dedicar. Amo costura <3

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo o que se faz com amor só pode sair bem feito, por isso acredito que dessa máquina de costura ainda irão sair belas obras! ;) :)
      Bjs

      Eliminar